segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Trabalhadores da Cemig entram em greve por tempo indeterminado


Com muita combatividade os eletricitários da Companhia Energética de Minas Gerias – Cemig- entraram em greve por tempo indeterminado. A greve foi aprovada pela imensa maioria da categoria nas assembleias organizadas pelo Sindieletro MG, e hoje desde as 5 horas da manhã os trabalhadores estão se mobilizando para pressionar a empresa a atender as reivindicações da categoria.


A proposta  da Cemig apenas cobre a inflação do período, enquanto é repassados aos acionistas da empresa um montante de 4 bilhões de reais. Desta forma fica clara a opção da Cemig de aos acionistas, tudo, e aos trabalhadores somente migalhas. Outra reinvindicação legítima dos eletriciários é o Pacto de Saúde e Segurança, pois até hoje foram 114 trabalhadores mortos nas redes de operação da Cemig, sem dizer o número altíssimo de trabalhadores mutilados, que sofreram queimaduras ou outra forma de acidente.

Com toda essa intransigencia a greve já começou vitoriosa em sua primeira manhã. Com o trabalho do Sindietetro e com o apoio do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios, do Movimento Luta de Classes e do Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas, com os moradores da Ocupação Eliana Silva, na base localizada na rua Itambé, no bairro floresta a paralisação atingiu 100%, nenhum trabalhador entrou, todos participaram do movimento grevista. Reunindo os trabalhadores na porta, foi decidido realizar uma passeata no bairro, informando à população os  motivos da greve e o descaso do governo de Minas e da direção da empresa para com os eletricitários. Passando na porta da TV Alterosa e da TV Record foram feitas falas denunciando toda a situação. Nas outras bases como no Anel Rodoviário, na Cidade Industrial e na Sede da Cemig, a adesão foi muito boa, com grande apoio da categoria. Também foram realizadas passeadas nestes setores, mostrando a combatividade desta categoria com grande histórico de luta.

Outras bases tambem paralisaram, a greve está apenas começando. Assim a classe trabalhadora de Minas Gerais caminha para terminar este ano de lutas com mais e mais lutas.

Movimento Luta de Classes - Minas Gerais

0 comentários:

Postar um comentário