sábado, 5 de abril de 2014

Garis do ABC Paulista entram em Greve por dignidade


Desde segunda-feira, dia 31 de março, os garis da região do grande ABC paulista, iniciaram uma greve por reajuste nos salários e benefícios de 15,39%. Os trabalhadores, sufocados pelos baixos salários e animados pelo exemplo vitorioso da greve dos garis do Rio de Janeiro, em pleno carnaval carioca, decidiram em assembleia geral não aceitar a proposta dos patrões, de 10%, e seguir o caminho da luta. O sindicato da categoria desde o início não queria a greve, mas os trabalhadores passaram por cima da orientação conciliadora da direção.
Depois de uma semana com os serviços paralisados em 6 cidades da região, a greve segue fortalecida e a população de milhões de habitantes sente o peso da importância dos trabalhadores da coleta para a cidade. São toneladas de lixo que se espalham pelas ruas e, mesmo com as tentativas das prefeituras de contratar fura-greves para recolher o lixo, as cidades estão repletas de sujeira e mau cheiro.
 
Na última sexta-feira, após uma reunião no TRT, o sindicato tentou acabar a greve ameaçando os trabalhadores e dizendo que estes teriam que acatar a proposta da justiça, que no fundamental era a mesma dos patrões. Os trabalhadores presentes à assembleia repudiaram a posição do sindicato que se retirou, abandonando os trabalhadores e espalhando o boato nas empresas de que a greve teria acabado.
 Porém, os garis, com o apoio dos companheiros do Movimento Luta de Classes(MLC), aprovaram a continuidade da greve e seguiram para as empresas para avisar aos companheiros que a greve continuava. A adesão segue ainda mais forte, paralisando quase 100% da categoria, que segue firme e bastante unida em sua luta. Além das assembleias nas empresas durante todo o fim de semana, estão previstas uma passeata e manifestações para a segunda-feira.

Movimento Luta de Classes - São Paulo

0 comentários:

Postar um comentário