quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Paralisação e passeata na Atento - Madureira


          Mais uma vitoriosa paralisação das trabalhadoras em teleatendimento foi realizada no Rio de Janeiro. Após a Contax ser obrigada, pela força de duas paralisações nos principais sites do estado (Niterói no dia 4 e Mackenzie no dia 26), foi a vez da Atento, pagar o mesmo preço e ver as atividades do site Madureira paradas por achar que continuaremos submetidos as abusos que ela comete.
         As duas maiores empresas do setor de teleatendimento no Brasil, duas das maiores exploradoras do setor no mundo (2ª Atento e 4ª maior do mundo Contax), acharam que poderiam deixar os trabalhadores sem respostas a pauta de reivindicações apresentada pelo Sinttel-Rio. O resultado não foi outro, paralisação neles!
O diferencial desta campanha, denominada pelo sindicato de “Ano da Virada” é a mobilização da categoria. Em todos os Call-Center só se fala nisso: “Também queremos parar, chega de exploração!”.
          No site da Atento em Madureira zona norte do Rio, cerca de 800 trabalhadoras e trabalhadores aderiram ao movimento e enquanto aguardavam pelos resultados da negociação realizada pela comissão de trabalhadores e o Sinttel-Rio, decidiram realizar uma passeata pelas ruas do famoso bairro carioca. As palavras de ordem criadas nas paralisações anteriores foram utilizadas e uma animada equipe com a criatividade a mil, tratou de realizar lançamentos: “Ôôôôôôô Eu quero ganhar o salário do Gestor ÔÔ!” dando o tom de alegria e combatividade do ato.
       De volta à porta do site, recebemos o informe de que a empresa havia cedido e a reunião para a negociação da pauta foi marcada para o dia 10 de dezembro. Restava saber sobre as ameaças de sanção que supervisores, coordenadores e gerentes realizaram aos montes durante toda a manhã. A proposta dos trabalhadores era de que além de não sancionar ninguém, as horas paradas deveriam ser abonadas, a empresa se comprometeu a não punir ninguém e que esse abono das horas paradas seria discutido na negociação salarial no dia 10, e que até lá ninguém pagaria as horas. Diante do atendimento das condições reivindicadas pelas trabalhadoras, ás 11:45 a assembleia aprovou por unanimidade a volta ao trabalho.
       Estamos aprendendo muito nesta campanha salarial, muita gente sabe que a empresa está errada, mas não conhece os caminhos para conquistar a melhoria no salário e nas condições de trabalho. A confusão entre paralisação de advertência e greve ainda é muito grande. É preciso ser inteligente e ir pressionando as empresas, ao mesmo tempo nos preparando para a luta. Se os patrões duvidam da nossa força e não aumenta o salário ou se recusa a negociar, nós provamos pra eles a força que temos. Mostramos que quem produz o lucro somos nós que trabalhamos. A lógica se inverte e quem passa a ter medo são eles.
Chega de dizer que é impossível!



      Falaram que o Site Niterói da Contax era cheio de covardes e que uma paralisação geral ali nunca aconteceria, pois bem, está provado o contrário. Ouvimos sobre Mackenzie a mesma avaliação, hoje os pessimistas se escondem ou aderem à luta. Não foi diferente com o Site de Madureira da Atento e não será diferente em nenhum site de teleatendimento no Rio ou no Brasil inteiro. Chega! Vamos à luta! O gigante acordou.
Principais itens:
Piso salarial de R$ 1.099,00;
Vale refeição / Alimentação de R$11 para jornada de 6h;
Vale refeição / Alimentação de R$22 para jornada de 8h;
Redução de jornada de 220 para 200 horas;
Pausa 10 a cada 50 minutos trabalhados;
Fim do prazo de 72 horas corridas para entrega de atestado médico;
Redução dos descontos de VA/VR e VT;
Fim das metas abusivas.

0 comentários:

Postar um comentário