terça-feira, 30 de junho de 2015

Empreiteiro diz que pagou para evitar greves


Em matéria publicada hoje, dia 30 de junho, no jornal Folha de São Paulo, o delator da operação Lava-Jato, Ricardo Pessoa, dono a UTC, revela que pagou proprina ao deputado Paulinho da Força para evitar greves em suas obras.O atual presidente do Solidariedade, e um dos principais defensores da lei da terceirização, junto com Paulo Skaf, presidente da Federação das Indústrias de São Paulo, teria recebido a proprina para evitar greve na construção civil. A denúncia se extende ao deputado  Luiz Sérgio (PT/RJ), ex-prefeito do município de Angra dos Reis, onde há obras da UTC relacionada a Usina de Angra 3.
Em 2011, os trabalhadores da construção civil fizeram uma onda de greves nas obras do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) como Jirau e Santo Antônio, que assustou os empreiteiros, mostrando a força da classe trabalhadora organizada. O intuito era de evitar a luta dos trabalhadores por melhores salários e garantir seus lucros, ou seja, mesmo objetivo que fazem os já milhonários empreiteiros desviarem recursos, enjetarem dinheiro em seus representantes no parlamento para garantirem ainda mais suas fortunas.

Confira a matéria completa no site

http://www1.folha.uol.com.br/poder/2015/06/1649504-empreiteiro-ricardo-pessoa-diz-que-pagou-para-evitar-greves.shtml

1 comentários:

Paulinho da Força Sindical e seus asseclas,são falsos moralistas e e protetore$ de Cunha.

Postar um comentário