quinta-feira, 29 de junho de 2017

Todos à Greve Geral de 30 de Junho!





          Cerca de 40 milhões de trabalhadores e trabalhadoras cruzaram os braços na Greve Geral do dia 28 de Abril. Mais de 200 milhões de pessoas ocuparam Brasília no dia 24 de Maio. Esses foram fortes recados ao governo de Temer e dos Banqueiros, a classe trabalhadora do nosso país não aceita as Reformas Trabalhista e da Previdência, e exige a saída deste governo golpista e corrupto.
        A verdade é que o governo Temer está sendo derrotado pelas manifestações, atos e passeatas. Estamos entrando no meio do ano de 2017, e as propostas de ataques aos direitos trabalhistas, apresentadas como “Reformas”, não conseguiram ser aprovadas por este congresso e são rechaçadas pela população, resultado de intensa mobilização da classe trabalhadora, apesar de toda a campanha mentirosa que o governo fez ao longo dos últimos meses.
         O fato é que, mesmo com todas as comprovações da corrupção, das propinas e de aviões utilizados pelos representantes da burguesia no Congresso, Temer quer passar a ideia de normalidade no governo. Seu objetivo é aprovar a Reforma Trabalhista neste mês de julho, rasgando os direitos históricos dos trabalhadores para aumentar a taxa de lucros. Por isso, a luta contra as Reformas são também a luta para derrubar este governo corrupto.
         Sendo assim, reforçamos a necessidade de mais uma vez, no dia 30 de Junho, realizar outra  Greve Geral. Precisamos mostrar que sem os trabalhadores nada funciona, quem produz toda a riqueza são aqueles que saem cedo de casa, trabalham o dia inteiro, e ainda tem dificuldade de sustentar a sua família. Com a Greve os trabalhadores e trabalhadoras mostram que são decisivos na produção, sem nossa classe, nada acontece! Por isso, somo nós os trabalhadores, que devemos assumir o controle da produção, praticando o poder popular.
          A crise em que vivemos não se resolverá com eleições, e para além delas, devemos defender a taxação das grande fortunas, a redução da jornada de trabalho sem redução de salário, o que geraria mais empregos, e a estatização da JBS e da Odebrecht! Só sob o controle dos trabalhadores resolveremos de vez esta crise!
            
            Abaixo as Reformas Trabalhistas e da Previdência!
            Fora Temer e os Banqueiros!
            Pelo Poder Popular e o Socialismo!

0 comentários:

Postar um comentário