domingo, 27 de janeiro de 2019

Nota do MLC: Privatização Mata! Reestatização da Vale Já!


Mais de 400 pessoas desaparecidas por responsbilidade da Vale
    
   Após três anos da Samarco, mineradora controlada pela Vale e BHP Billinton, cometer o maior crime ambiental do planeta e sair impune, a história se repete em Minas Gerais. O rompimento da barragem de rejeitos no Córrego do Feijão em Brumadinho/MG deixou mais de 400 pessoas desaparecidas e até o momento, 40 mortos. Além disso provocou a contaminação do meio ambiente, como a contaminação do Rio Paraopeba entre outros danos irreversíveis.
    A responsabilidade disso é da empresa Vale, que desde a privatização em 1997, ficou de posse do Banco Bradesco entre outros acionistas,e passou a ter como objetivo o aumento do lucro acima de qualquer coisa, inclusive da vida humana e do meio ambiente.
    O fato é que a exploração minerária é estrutural na economia brasileira. As mineradoras comandam governos, parlamentares, prefeituras e a seu bel prazer conseguem os licenciamentos para atuar. Um exemplo foi a conquista dos donos da Vale de aumentar em 88% a capacidade da Barragem Córrego do Feijão no final de 2018. Pouco depois, acontece esta tragédia que entendemos como assassinatos.
    Destacamos também as centenas de trabalhadores da empresa que perderam sua vida ao vender sua força de trabalho. Saíram de casa para colocar comida na mesa de suas famílias e não voltarão mais. Este é também um dos maiores acidentes de trabalho do mundo. A responsabilidade é do patrão!
    Por isso, nós do Movimento Luta de Classes - MLC, exigimos a prisão dos donos da Vale e a responsabilização dos acionistas por mais um crime praticado pela mineradora.
    Defendemos a reestatização da empresa, pois está claro que a gestão privada se mostrou incompetente e não podemos deixar que mais pessoas morram!
    Cobramos também um efetiva fiscalização do governo de Minas Gerais e do governo Federal!
    Solidariedade a todos os familiares das vítimas!
    Nenhum minuto de silêncio! Uma vida inteira de luta por justiça!

Movimento Luta de Classes - MLC

0 comentários:

Postar um comentário