Filmes Sindicais


A LUTA DE HARLAN

Diretor: Tony Bill

Sinopse: Após a morte de duas pessoas por falhas de segurança em uma mina de carvão de Harlan, Ruby Kincaid toma a liderança e mobiliza as esposas dos mineiros a unirem-se à greve. Juntamente com Jakopovich,o líder do Sindicato dos Mineiros, atraem à atenção da mídia e tornam públicos o mal-trato e as péssimas condições de trabalho nas minas, fazendo uma denúncia em âmbito nacional sobre a exploração destes trabalhadores, que arriscam suas vidas por baixa remuneração.

PÃO E ROSAS

Diretor: Ken Loach

Sinopse: Motivada pelo sonho de vencer na América, a jovem mexicana Maya deixa para trás seu país para encontrar-se com sua irmã Rosa, que trabalha como faxineira em um prédio comercial de Los Angeles. Conseguindo um trabalho na mesma empresa da irmã, as duas fazem parte de uma legião de estrangeiros que são explorados pelos patrões e ignorados pela sociedade. Quando conhece o americano Sam, um apaixonado ativista sindical, Maya adquire consciência de classe e se engaja em uma campanha guerrilheira em defesa dos direitos trabalhistas. Os patrões, por seu lado, resistem às ameaças e cultivam o medo da extradição que impera entre os estrangeiros ilegais. Pão e Rosas conta a história da comunidade mais marginalizada dentre todas as outras de Los Angeles e sua ousadia de enfrentar o patronato em total condições de inferioridade.

O SAL DA TERRA

Diretor: Herbert Biberman

Sinopse: Drama sensacional sobre greve dos mineiros do Novo México, escrito e dirigido por vítimas da lista negra de Hollywood (Michael Wilson e Herbert J. Biberman). As esposas dos sindicalizados provaram ser heroínas de verdade. Muitos conflitos memoráveis numa história ágil, à frente de sua época.


NORMA RAE

Diretor: Martin Ritt

Sinopse: Na interpretação que lhe garantiu um Oscar, Sally Field está inesquecível como Norma Rae, uma trabalhadora sulista que revoluciona uma pequena cidade e descobre em sí mesma um poder que nunca imaginou ter. Sob a orientação de um sindicalista de Nova Iorque ( Ron Leibman ) e com impressionante coragem e determinação, Norma Rae organiza seus colegas de fábrica para lutar por melhores condições e salários. Baseado em uma historia verdadeira, Norma Rae conta a surpreendente fábula de uma heroína dos tempos modernos. Coestrelados por Beau Bridges. Vencedor do Oscar de melhor Atriz e Melhor Música e com indicações para Melhor Filme e Melhor Roteiro.

TERRA FRIA

Diretor: Niki Caro

Sinopse: Charlize Theron interpreta Josey Aimes, uma mulher que retorna à sua cidade natal, em Minnestoa, depois de um casamento mal-sucedido, e procura um novo trabalho para sustentar a família. Mãe solteira de dois filhos, ela aceita um emprego numa das ocupações mais comuns da região: operária de uma mina de ferro. Além da dura jornada diária, aimes ainda tem que lutar contra o preconceito e o assédio sexual. Assim, decide lutar pelos seus direitos e ideais. Toda sua luta contra a injustiça no trabalho inspirou e continua inspirar até hoje um incontável número de pessoas.

A GREVE

Diretor: Sergei Eisenstein

Sinopse: Em 1924, o jovem Serguei Eisenstein, então com 26 anos, dirigiu o filme que mudaria a estética e a linguagem do Cinema Soviético, A GREVE é uma visionária experimentação de manipulação de imagem. Recriando brilhantemente a greve que ocorreu em 1912 na Tsarist Russia, num conflito entre operários e policia.

REVOLUÇÃO EM DAGENHAM

Diretor: Nigel Cole

Sinopse: Do diretor de Garotas do Calendário, uma história extraordinária baseada em fatos reais. Dagenham, Inglaterra, 1968. Na fábrica Ford da cidade, Rita O'Grady (Sally Hawkins) é uma das 187 mulheres, numa força de trabalho que conta com mais 55 mil homens. Enfrentando uma oposição opressiva neste mundo dos homens , Rita reúne as colegas a fim de lutar por igualdade salarial - uma atitude que desafia o status corporativo, ameaça o casamendo dela, e finalmente, cobra um preço alto. Porém, com o apóio do administrador da fábrica (Bob Hoskins) e da Secretária do Trabalho (Miranda Richardson), as mulheres se tornam a sensação da nação - a as catalisadoras de uma mudança decisiva.

A CLASSE OPERÁRIA VAI AO PARAÍSO

Diretor: Elio Petri

Sinopse: Vencedor da Palma de Ouro no Festival de Cinema de Cannes, A Classe Operária Vai ao Paraíso é a obra-prima de Elio Petri (Investigação Sobre um Cidadão Acima de Qualquer Suspeita) e um dos grandes filmes do cinema político italiano. A Versátil apresenta esse clássico em versão restaurada. O ator Gian Maria Volontè está inesquecível como Lulu, um operáriopadrão italiano, que perde um dedo em um acidente de trabalho e é envolvido num movimento de protesto. Ele fica dividido entre as tentações da sociedade de consumo e o movimento sindical, numa radiografia do impasse ideológico de muitos trabalhadores. Ao som da brilhante trilha sonora de Ennio Morricone, Elio Petri constrói um estudo seminal sobre as relações de trabalho no capitalismo. Um filme perturbador e muito atual.

GERMINAL

Diretor: Claude Berri

Sinopse: O filme retrata o processo de gestação e maturação de movimentos grevistas e de uma atitude mais ofensiva por parte dos trabalhadores das minas de carvão do século 19 na França em relação à exploração de seus patrões. Baseado na obra de Emile Zola, o filme é uma das mais belas adaptações literárias da história do cinema...

MIMI - O METALÚRGICO

Diretor: Lina Wertmüller

Sinopse: Mimi um siciliano, é forçado a sair de sua terra natal quando não consegue mais arrumar emprego, como resultado de seu voto contra o candidato da máfia. Ele deixa sua mulher para e segue para Turin. Na cidade grande ele consegue emprego, mas descobre que ali existe muito mais corrupção do que em sua terra. Ele se apaixona e tem um filho com Fiore, uma vendedora de rua ativista comunista. Porém, quando é forçado a aceitar um trabalho e retornar para a Sicília, precisa dar um jeito de esconder sua amante e seu filho, de sua esposa. Após um dia inteiro de amor com amante, ele está tão cansa do que não consegue satisfazer sua esposa na cama, mas descobre que ela está grávida de outro homem e que ele foi passado para trás. Assim, tem inicio uma cadeia de eventos que levam a uma cena publica de vingança jamais vista. Uma vingança pessoal que usa os tentáculos da máfia e que atua de forma inesperada, cômica e trágica.

ELES NÃO USAM BLACK-TIE

Diretor: Leon Hirszman

Sinopse: Eles Não Usam Black-Tie debruça-se sobre os conflitos, contradições e anseios da classe trabalhadora no final dos anos 70, na crise final da ditadura militar. O filme situa, em pólos antagônicos, a esperança na ação coletiva e a aposta nas saídas individuais, como alternativa de vida para os trabalhadores. Baseado em peça homônima de Gianfrancesco Guarnieri escrita duas décadas antes, Eles Não Usam Black-Tie cativou o público e a crítica, e recebeu vários prêmios, entre os quase se destaca o Leão de Ouro no Festival de Veneza de 1981.

ABC DA GREVE

Diretor: Leon Hirszman

Sinopse: Filmado no final dos anos 70 quando eclodiu um intenso movimento grevista nas cidades industriais em torno de São Paulo, serviu como laboratório de preparação para Eles Não Usam Balck-Tie, que Leon rodaria em seguida. Sua edição final só foi concluída em 1990 pelo fotógrafo e montador do filme, Adriano Cooper, por iniciativa da Cinemateca Brasileira.

OS COMPANHEIROS

Diretor: Mario Monicelli

Sinopse: Sinegaglia é um empobrecido professor de origem aristocrática que resolve visitar um amigo na cidade de Turim. Chegando lá, ele ajuda na criação de um sindicato para os empregados de uma fábrica local.

SILKWOOD – O RETRATO DE UM CORAÇÃO

Diretor: Mike Nichols

Sinopse: Baseado em fatos reais, o premiado diretor Mike Nichols narra a história de Karen Silkwood (Meryl Streep), funcionária de uma fábrica de componentes nucleares em uma pequena cidade do interior dos EUA: seus dramas pessoais, filhos, amores e a trajetória de simples funcionária a representante do sindicato local. Em sua luta pela saúde e por melhores condições de trabalho para os funcionários da fábrica, Karen descobriu mais do que os poderosos proprietários gostariam que ela soubesse, pondo em risco sua própria segurança. Agora, você conhecerá essa emocionante história.

O DESERTOR

Diretor: Vsevolod Pudovkin

Sinopse: Um sábio líder comunista decide enviar um jovem trabalhador, Karl Renn, como um delegado internacional para a União Soviética após o trabalhador ter desertado de um piquete e de ter manifestado dúvidas sobre os métodos de luta de classe no seu próprio país. Mais uma obra-prima inédita na América Latina, do mesmo diretor de: A Mãe, O Fim de São Petesburgo, que a Cinemax tem o orgulho de lançar no mercado nacional.

0 comentários:

Postar um comentário